Jovens sem Fronteiras

O Jovens Sem Fronteiras é um coletivo nascido em 2009, que visa contribuir para uma sociedade popular e democrática e para a construção de alternativas inclusivas. Sediado na Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo, está aberto à participação de toda a sociedade civil, no sentido de auxiliar na organização dos grupos sociais em situação de vulnerabilidade social e econômica por meio da educação popular, da autogestão, do envolvimento familiar e comunitário, além da defesa dos seus direitos. Nos últimos anos, atuamos diretamente junto a comunidade do Mutirão, situada no bairro do Jaguaré, em São Paulo, fomentando o grupo de atuação local, com o intuito de estimular o desenvolvimento local pelos próprios moradores. Entre as atividades realizadas no local está a reforma da praça, onde ficam os brinquedos das crianças; a construção de duas lixeiras, para que os moradores tenham onde depositar seus sacos de lixo, e a criação de duas Gelatecas (bibliotecas feitas com geladeiras), a partir das quais organizamos diversas atividades de leitura e interpretação. Em uma ocasião, trouxemos a Kombi dos Jogos, que beneficiou a todos com um dia de lazer superagradável para as crianças e suas famílias.

Trabalhamos também na área de Educação, por meio de eventos como os realizados ao longo do ano passado, ação que culminou no Festival Social – A Ponte, realizado em outubro de 2015, que reuniu mais de 50 palestrantes e convidados. A proposta era conhecer novos pontos de vista e estimular o diálogo entre pessoas e grupos com diferentes ações sociais. Na Ponte, uma das principais ideias era que tivéssemos convidados de todos os cantos da cidade, promovendo debates com uma ampla representatividade, já que a distância física e conceitual entre os projetos de diferentes áreas da cidade podem se conectar e, assim, aperfeiçoar o impacto e os resultados.

Em 2016 e 2017, seguimos  tecendo novas parcerias, renovando e ampliando os espaços de trabalho, buscando mais voluntários e colaboradores. Só no ano de 2016 organizamos sete rodas de conversa com temas de interesse do grupo, tais como a situação dos refugiados no país e a aceitação da homossexualidade na comunidade judaica, assim como a realização da Amaraté,  uma grande festa na Casa, que reuniu mais de 400 jovens.

Quer conhecer um pouco mais? Procure-nos em nossa página no Facebook – Jovens Sem Fronteiras.